Kit Março/2019

Kit Março/2019

Postado em:
Blog - Kit do mês
- 18/03/2019 16:41:16

Olá, assinantes,
 
Neste mês de março o kit do Clube passeia por diferentes regiões do Brasil. Do consagrado estado de Minas Gerais trouxemos tradição e inovação. Queijo Capital é do produtor Francisco Humberto, da cidade de Alagoa, principal município do famoso “parmesão da Mantiqueira” ou “queijo artesanal Alagoa”, como alguns preferem nomear. De Barbacena, apresentamos o Névoa das Vertentes, da queijaria Rancho das Vertentes. Queijo de cabra com menos de 1 ano de existência. Uma invenção do produtor Edson Cardoso, de inspiração francesa com terroir brasileiro. Descendo em nosso mapa, pertinho do mar catarinense, voltamos a prestigiar a querida Elisabeth Schober, da “Queijo com Sotaque”. Queijeira francesa, com larga experiência em seu país, que se apaixonou pelo Brasil e aqui resolveu fincar raízes e produzir receitas inspiradas nos queijos franceses, mas, assim como o Edson, com aquele toque brasileiro. De lá do meio desse Brasilzão, veio o Alpino, queijo de influência suíça, feito pela família Gaehwiler, radicados no Brasil há 37 anos e produzindo algumas variedades de queijos que já ganharam fama entre apreciadores. Para fechar nossa seleção, o inédito Juá, do criativo casal Arivaldo e Daniela, queijaria D’Aroeira, no sertão sergipano! Ah, e vale lembrar que ainda temos vagas para nossa Expedição Gastronômica na Semana Santa. Um roteiro incrível pelas Terras altas da Mantiqueira!

NÉVOA DAS VERTENTES (MG) – Queijaria Rancho das Vertentes, cidade de Barbacena. Queijo de leite cru de cabra, massa mole, não prensada, moldada a mão, não cozida e com textura aveludada. Casca fina de carvão vegetal e mofos brancos. Sabor suave. Queijo de consumo rápido.

RIBEIRÃO (SC) – Queijaria Queijo com Sotaque, cidade de Paulo Lopes. Queijo de leite de vaca, com maturação média de 4 meses. Inspirado no Gruyère francês, tem a casca rugosa e massa cremosa, com fundo doce

CAPITAL (MG) – Queijaria Capital, cidade de Alagoa. Queijo de leite cru de vaca, maturação média de 40 dias em prateleiras de madeira no porão. Casca firme, rugosa e amarga. Massa firme, equilibrada no sal. Sabor acentuado, lembrando parmesão.

ALPINO (GO) – Sítio Pica Pau, cidade de Corumbá de Goiás. Queijo de leite de vaca. Maturação média de 50 dias. Casca fina amarelada. Massa untuosa, preservando umidade, de fundo doce. Inspirado na escola queijeira Suíça, feito por uma família Suíça radicada no Brasil

JUÁ (SE) – Fazenda Aroeira, cidade de Poço Verde. Queijo de leite cru de vaca com maturação média de 45 dias. Casca amarelada lisa, massa semi cozida com pequenas olhaduras e untuosa. Sabor frutado de fundo doce. Inspirado no Gouda holandês.

Conservação:

Manter na geladeira (parte menos fria), envolto em filme plástico ou papel manteiga. Retirar da geladeira e da embalagem ao menos meia hora antes de degustar. Para manter a umidade, também é possível armazenar em potes plásticos. Importante abrir o pote a cada 2 dias, para circulação do ar.
Como um alimento vivo, mesmo em baixa temperatura, o queijo vai se transformando ao longo do tempo. Para degustá-lo com as características em que chegou a sua casa, sugerimos o consumo em até 1 mês. Isso não significa que os queijos estraguem depois disso, mas como vocês receberam, na maioria dos casos, um pedaço da peça, ou seja, com o interior já exposto, com o tempo ele vai perdendo umidade e pode ser invadido pelos microorganismos presentes na geladeira, podendo apresentar pontos de mofo. Basta retirá-los.
 

BOA DEGUSTAÇÃO!
 

Categorias

Fique informado!

+ Posts

Kit Setembro/2019
Kit Setembro/2019
Kit Agosto/2019
Kit Agosto/2019
Kit Julho/2019
Kit Julho/2019
Kit Junho/2019
Kit Junho/2019
Kit Maio/2019
Kit Maio/2019

Receba novidades por email

E-mail cadastrado com sucesso.