Kit Abril/2022

Kit Abril/2022

Postado em:
Blog - Kit do mês
- 04/04/2022 18:00:53

Nossos queijos de abril/22:

1. MONGE (PR) – Queijo de leite cru de vaca. Massa semidura, prensada e cozida, maturado por 4 meses em prateleiras de jatobá. É um queijo da família Proosdji (queijos de mosteiro holandês). Casca é lavada com cerveja escura.
A história do Vinicius Gomide com os queijos artesanais começou em 2015, quando iniciou a produção de leite na fazenda. Depois de perceber que o leite era de alta qualidade, mergulhou no mundo dos queijos. “Também descobri que os queijos mais saborosos do mundo eram os queijos feitos, justamente, com leite cru produzido a pasto. Outra feliz descoberta foi saber que os Monges Trapistas, dos quais eu já era fã há muito tempo em função das suas maravilhosas cervejas, também produziam excelentes queijos artesanais em seus mosteiros. Juntando tudo isso, em 2018, decidi utilizar nosso próprio leite para fazer queijos artesanais inspirados nos queijos trapistas."


2. SERRANO CHÁCARA DOS PADRES (RS) – Queijo de leite cru de vaca, maturação média de 40 dias. Casca firme amarelada, massa amanteigada e de baixa acidez.
Alexander é produtor de queijo serrano há 15 anos. Mas a tradição vem de família e se mantém em todos os aspectos da produção, como leite proveniente do gado de corte, alimentação baseada em pastagem nativa e apenas três ingredientes no queijo: leite cru, coalho e sal. A história do queijo artesanal serrano remonta aos tempos do tropeirismo no sul do Brasil, especificamente nas serras do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Em 2020, a região denominada Campos de Cima da Serra conquistou a certificação de Identificação Geográfica, na modalidade D.O. (Denominação de Origem)

3. QUEIJO DO MARAJÓ (PA) - Tipo creme, produzido a partir do leite de búfala, com adição de creme de leite. Massa cozida de coloração branco palha, consistência cremosa que lembra um requeijão de corte. Sabor suave com leve acidez. Queijo Super Ouro no IV Prêmio Queijo Brasil 2018.
A terra das búfalas! Sabiam que tem mais búfalos(as) de que gente na ilha de Marajó? A família de Marcus e Cecília já tem tradição na criação desses animas, mas a relação com o queijo do Marajó tem início a partir do ano 2000, quando Marcus retornou de um período estudando agrobusiness nos Estados Unidos. Na Fazenda São Victor iniciaram a criação de búfalas leiteiras e a produção do queijo do Marajó em 2006. Hoje é o queijo mais premiado da região!
 
4. CURADO DE OVELHA (SC) – Queijo de leite cru de ovelha. Maturação média de 4 meses. Leve picância, untuoso, amanteigado, massa firme de sabor delicado e autêntico.
O empresário Jorge Zanotto, fundou a queijaria Gran Paladare em 2007, depois de ter passado pela experiência de produzir queijo em casa para os amigos. A opção pelo trabalho com queijos de leite cru de ovelha, aliada a um rigoroso controle de processos, resulta em queijos especiais e autênticos.

5. CARRANCAS (MG) – Queijo de leite cru de vaca. Maturação média de 30 dias. Casca fina rugosa, com pontos de mofo branco, massa compacta e macia. Sabor lácteo.
A queijaria Bicas da Serra fica nos arredores da famosa cachoeira ‘das Bicas, no município de Carrancas, microrregião do Campo das Vertentes, em Minas Gerais. José Orlando, nascido e criado na região, seguiu os passos dos pais e avós e está dando sequência a produção de queijos que já tem mais de 80 anos na família. Com olhar cuidadoso e técnico em todas as fases do processo, enriquecido por cursos na França e aqui no Brasil, Zé é uma referência na região.
 
Boa Degustação!!

Categorias

Fique informado!

+ Posts

Kit Junho/2022
Kit Junho/2022
Kit Maio/2022
Kit Maio/2022
Kit Março/2022
Kit Março/2022
Kit Fevereiro/2022
Kit Fevereiro/2022
Kit Janeiro/2022
Kit Janeiro/2022

Receba novidades por email

E-mail cadastrado com sucesso.